Inteligência de Mercado para conectar sua empresa com a Ásia

Dicas importantes para quem está interessado em importar produtos com segurança no mercado chines. Materias educativos gratuitos produzidos por uma equipe que vive e trabalha há 07 anos em Pequim, China.

O que significa CIF e FOB e qual a melhor opção na hora de importar?


Essas duas siglas são muito comuns no dia-a-dia da maioria das empresas que realizam compras internamente, no Brasil.
Se referem ao tipo de frete desejado no momento em que o pedido está sendo fechado no distribuidor ou fabricante.

Talvez o que muita gente não saiba é que no âmbito internacional, esses são apenas dois dos diversos Incoterms existentes.

Mas o que são Incoterms?!

Incorterms (em inglês International Comercial Terms) de maneira simples, são termos de vendas internacionais, publicados pela Câmara Internacional de Comércio, utilizados para dividir os custos e a responsabilidade no transporte entre a figura do comprador e do vendedor.

Na China o Incoterm mais comum é a FOB (Free On Board) mas alguns setores operam com a modalidade CIF (Cost, Insurance and Freigth) e também já tivemos a oportunidade de negociar no Incoterm EXW (Ex Works).

Vale ressaltar que não existe necessariamente um Incoterm melhor que o outro, o que acontece na prática é que algumas empresas no Brasil possuem descontos muito bons de frete, o que transformaria a opção CIF totalmente desinteressante.

Por isso na hora de decidir qual deles utilizar, fique atento à todos os custos envolvidos em cada uma das situações e opte por aquele que melhor se adpte a realidade do seu negócio.

Segue 5  exemplos dos diversos Incoterms existente e seus significados:

 

FOB

A sigla FOB em português pode ser traduzida por “Livre a bordo”. Neste tipo de frete, o comprador assume todos os riscos e custos com o transporte da mercadoria, assim que ela é colocada a bordo do navio. Por conta e risco do fornecedor fica a obrigação de colocar a mercadoria a bordo, no porto de embarque designado pelo importador.

CIF

Em português, a sigla CIF significa “Custo, Seguro e Frete”. Neste tipo de frete, o fornecedor é responsável por todos os custos e riscos com a entrega da mercadoria, incluindo o seguro marítimo e frete. Esta responsabilidade finda quando a mercadoria chega ao porto de destino designado pelo comprador.

EX Works

A mercadoria será colocada à disposição no local designado, podendo ser uma fábrica, armazém e assim por diante. Pode ser utilizada em qualquer modalidade de transporte uma vez que logicamente será irrelevante para este termo. Nesta modalidade o comprador deve arcar com todos os gastos de transporte por sua própria conta e risco. Até mesmo o desembaraço e demais formalidades alfandegárias ocorrem por conta e risco do comprador/ importador.

FCA

Do inglês “Free Carrier Point”  pode ser utilizado em qualquer modalidade de transporte internacional. O “Critical Point” é a entrega da mercadoria ao transportador. Esta poderá ocorrer diretamente no terminal portuário ou, se for previamente acordado, entregue em determinado local onde a mercadoria aguardará para futuro carregamento marítimo. A partir deste ponto, como já dito, a responsabilidade será inteiramente do importador, quem irá suportar eventual perda ou dano à mercadoria.

DDU

Em inglês “Delivered Duty Unpaid”, aqui o exportador se responsabiliza até o momento em que entrega a mercadoria no local determinado pelo importador, ou seja, deve ser posta à disposição deste. Porém, esta não deve estar desembaraçada, nem descarregada do navio (ou qualquer veículo transportador, uma vez que este termo pode ser utilizado por qualquer modal).

 

Gostou do artigo?! Divulgue para os amigos, assim mais gente pode ficar sabendo!


Categorias: Dicas de Comércio Exterior

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,